Blog

AS ÚLTIMAS NOVIDADES E O MUNDO DOS NEGÓCIOS

13 de abril de 2018
por Office Inn em Escritórios compartilhados

5 coisas que você ainda não sabe sobre escritórios compartilhados

Que os escritórios compartilhados representam uma das maiores (re)voluções do mundo dos negócios, ninguém duvida. Isso porque eles sugerem uma nova forma de trabalho, que se preocupa em oferecer a estrutura perfeita para o desenvolvimento de grandes ideias através da troca, do relacionamento, da tecnologia e de uma completa infraestrutura e oferta de serviços corporativos. Se você é leitor regular de nosso Blog, já leu e aprendeu inúmeras coisas sobre empresas que hospedam outras empresas. Por isso, nosso post de hoje traz informações e curiosidades que talvez você não saiba sobre esse modelo de negócios. Confira:

Conceito

Acredita-se que o conceito de escritório virtual tenha nascido há mais de duas décadas nos Estados Unidos, concomitante ao advento da tecnologia móvel e da internet. O objetivo inicial era baratear a infraestrutura e melhorar a organização de várias empresas e empreendedores que começavam a manifestar a necessidade de ter espaços mais flexíveis para desenvolver seu trabalho, longe do isolamento das residências e dos escritórios independentes. A internet, que transformou gradativamente a maneira de se manter contato, tornando-se imprescindível para a realização de negócios diversos, tem influência inquestionável nessa reinvenção dos escritórios.

A adesão

É bem verdade que muitas áreas torceram os narizes para esse novo modo de trabalhar. Compreensível, até porque grandes mudanças requerem mais tempo para a aceitação e adaptação por parte do público. Por isso, empresas de tecnologia, do empreendedorismo web, de novas mídias e da indústria criativa (naturalmente mais abertas à ideia da inovação) foram as primeiras a se arriscar no modelo. Atualmente, obviamente com exceções, há espaço e serviços para muitos outros segmentos, alguns até pouco tempo atrás improváveis, como a área da saúde.

Um nome por trás

Muitos atribuem ao jovem norte-americano Brad Neuberg a “autoria” do primeiro coworking de fato (a história conta sobre a existência de alguns pré-modelos de espaços de coworking em cidades como Nova York e Berlim). Mesmo com o home office, uma prática recorrente nos Estados Unidos, era nítido que faltava um molde mais dinâmico para exercer atividades profissionais, com um ponto crucial: deveria ser algo que incentivasse a produtividade e a troca de experiência e contatos. Com isso em mente, Neuberg hospedou, em 2005, uma espécie de cooperativa sem fins lucrativos na Spiral Muse, em São Francisco. O espaço oferecia algumas poucas mesas dois dias por semana, internet wi-fi, almoços compartilhados, novidades diversas e um horário rigoroso de fechamento. O espaço foi fechado um ano mais tarde, sendo substituído em seguida pela famosa Hat Factory.

Batismo

O escritor e designer de games norte-americano Bernie De Koven foi quem usou o termo “coworking” para designar um certo modelo de trabalho colaborativo e reuniões de negócios feitas por computador. Acredita-se que isso tenha acontecido em 1999, anos antes do insight de Brad Neuberg. De Koven faleceu no final do mês passado, aos 76 anos.

Demografia

Dados mais recentes dão conta que a maior parte dos coworkers tem idade nas faixas dos 20 e 30 anos, com uma média de 34 anos. Os homens ainda são maioria, representando 2/3 dos usuários. Quatro em cada cinco iniciaram no mercado depois da conquista do diploma universitário e pouco mais da metade é de profissionais independentes. Um dado interessante é o aumento da participação de assalariados, graças à iniciativa de grandes empresas em experimentar o coworking. Nos Estados Unidos, estima-se que 35% dos profissionais alocados em escritórios compartilhados são empregados assalariados.

"Estamos muito satisfeitos com os diversos serviços que atendem as 19 pessoas de nossa equipe. O grande diferencial que vemos no Office Inn é o atendimento, são pessoas muito profissionais e extremamente atenciosas. Respostas rápidas e sem burocracia fazem com que nós nos preocupemos apenas com o negócio da empresa."

Ronei Pasquetto Gomes
INFORMAÇÃO RÁPIDA

Saiba tudo sobre

Espaços e serviços adaptados as suas necessidades

NÃO FIQUE PARADO, MONTE SEU COMBO
MONTAR MEU COMBO