Blog

AS ÚLTIMAS NOVIDADES E O MUNDO DOS NEGÓCIOS

3 de maio de 2019
por Office Inn em Geral

Criando bons e importantes hábitos de trabalho

Em nossa vida profissional ou pessoal, não importa, reavaliar o modo como fazemos as coisas é uma maneira de buscarmos fazer cada vez melhor.

Em nossas inspirações para o Blog, encontramos uma valiosa entrevista de um especialista coworking, o norte-americano Scott Buquor, que fala sobre a criação de hábitos de trabalho positivos. Coach pessoal e empreendedor que construiu hábitos positivos para si mesmo e agora ajuda outras pessoas nessa empreitada, ele compartilhou suas dicas de sucesso em uma entrevista dada a um site dos Estados Unidos, a qual reproduzimos traduzida aqui. Vale a pena conferir! 😉

Qual é o fator número 1 na criação de mudanças positivas em seu comportamento habitual, seja no trabalho, na saúde ou emocional?

Coragem. Não quero dizer isso em um sentido banal – quero dizer isso literalmente. Acho que é preciso muita coragem para olhar de perto para descobrir o que precisamos desenvolver e crescer. Isso significa encontrar maneiras de chegar à verdade, inclusive pedindo ajuda aos nossos queridos amigos, colegas, mentores ou orientadores. Esses amigos podem nos ajudar a ver quando estamos sendo muito duros com nós mesmos ou com o problema que enfrentamos.

Quando se trata de mudar o comportamento, há muita pesquisa sobre esse assunto, mas minha experiência é que diferentes técnicas funcionam para pessoas diferentes. Pode demorar um pouco e demandar períodos de tentativa e erro para descobrir o que funciona. O que é comum, porém, é a necessidade de olhar além do comportamento que precisa ser mudado e observar as motivações subjacentes a esse comportamento. Fazê-lo requer coragem.

Como você pode ser mais intencional durante o dia para se envolver em bons hábitos emocionais, com atenção plena?

Acho importante ter algumas ferramentas que podem ser usadas ao longo do dia e durante a semana. Existem milhares de tipos de práticas ditas mindfulness, por isso, é importante encontrar aquelas que correspondam aos seus objetivos (solução para a ansiedade, aumento da atenção, felicidade e controle da raiva, por exemplo) e quais práticas funcionam melhor para sua personalidade (meditação, trabalho respiratório ou algo ativo).

Também é útil observar o desenvolvimento das habilidades de atenção em vários níveis. Primeiro precisamos desenvolver a inclinação ou o hábito de prestar atenção. Para este tipo de trabalho, incentivo meus clientes a se envolverem com meditação regularmente ou usar um aplicativo que os ajude com foco e trabalho de respiração.

Algumas pessoas não querem meditar, ou lutam com a meditação, então eu também recomendo atividades baseadas no corpo, como ioga ou Tai chi chuan. Correr ou caminhar também pode ser feito de forma semelhante para desbloquear a energia consciente. Para muitas pessoas isso realmente funciona.

Dependendo da necessidade, também existem práticas que podemos usar em situações específicas. Para os clientes que são facilmente distraídos, peço-lhes para manter um diário à mão e que anotem o que estavam fazendo quando se distraíram, assim que percebam que foram desviados da rota. Essa simples ação de perceber, formalizada, pode ser uma prática muito poderosa.

A forma mais simples é tomar tempo para respirar. Marque um horário com si mesmo, coloque-o no seu calendário, sente-se e conte a respiração por 10 minutos. Toda vez que você se distrair ou um pensamento aparecer, comece a contar novamente do início. Isso acontecerá muitas vezes, portanto, seja gentil consigo mesmo e tente não julgar. Se a distração é uma constante para você, regozije-se naqueles momentos de foco e calma.

Como podemos mudar para melhor nossos hábitos de trabalho, como procrastinação ou excesso de trabalho? Que algumas motivações subjacentes você viu para alguns desses maus hábitos – em outras palavras, por que nós trabalhamos demais ou procrastinamos?

Normalmente, há muitas razões diferentes pelas quais as pessoas procrastinam ou trabalham demais, como distração simples, evitação, tédio, valores desalinhados, medo e, às vezes, podemos simplesmente não ser inspirados e temer a atividade. Todos nós já estivemos lá.

Mas a procrastinação é um dos meus problemas favoritos. Geralmente há tanto envolvido nisso. Mas é importante tentar remover o julgamento do comportamento e indagar o que está por trás dele. O que é essa atividade que está fazendo com que você a evite ou se distraia facilmente dela?

Com excesso de trabalho, geralmente começo certificando-me de que meu cliente está priorizando seu trabalho de maneira humana. É hora de contratar um novo funcionário ou designar o contratado para uma atividade específica? Se não for possível arcar com esse custo, como você pode trabalhar de forma mais eficiente?

Excesso de trabalho é um pouco mais complicado, pois pode ser uma tática de evitação para algo acontecendo em nossas vidas pessoais. Este é um caso comumente encontrado quando há questões potencialmente mais profundas subjacentes a esses comportamentos, que são mais bem tratadas por um terapeuta qualificado.

"Estamos muito satisfeitos com os diversos serviços que atendem as 19 pessoas de nossa equipe. O grande diferencial que vemos no Office Inn é o atendimento, são pessoas muito profissionais e extremamente atenciosas. Respostas rápidas e sem burocracia fazem com que nós nos preocupemos apenas com o negócio da empresa."

Ronei Pasquetto Gomes
INFORMAÇÃO RÁPIDA

Saiba tudo sobre

Espaços e serviços adaptados as suas necessidades

NÃO FIQUE PARADO, MONTE SEU COMBO
MONTAR MEU COMBO