Blog

AS ÚLTIMAS NOVIDADES E O MUNDO DOS NEGÓCIOS

7 de agosto de 2020
por Office Inn em Geral

Para empresário, modelo de trabalho remoto ainda há muito que evoluir

No post de hoje, quem divide suas impressões sobre o momento atual, correlacionando-o especialmente com as novas dinâmicas de trabalho, é o fundador da Cogecom (Cooperativa de Geração Compartilhada de Energia Elétrica), Carlos Eduardo Furquim Bezerra.

A Cogecom é cliente Office Inn desde sua fundação e é, hoje, a maior cooperativa de energia renovável do Brasil, atendendo clientes dos setores comercial e de serviços. A empresa faz uso de nossos serviços de salas, reduzindo assim a necessidade de se preocupar com toda a infraestrutura que um escritório precisa, além de cortar custos com manutenção, limpeza, segurança, secretária e outros serviços de apoio. Confira a entrevista:

Qual a importância do Office Inn no dia a dia da sua empresa?

Uso os serviços do Office Inn porque eles tornam muito mais fácil o dia a dia. A partir do momento em que tenho um atendimento de secretária, salas limpas, uma infraestrutura completa e cuidada, manutenção geral (inclusive de redes e impressora), meu foco é totalmente direcionado às questões que realmente me importam, gerando economia e fazendo com que eu não perca tempo com assuntos que não trazem lucro para o meu negócio.

Como a Cogecom está trabalhando nesse momento?

Desde que a crise começou a Cogecom tem tentado diminuir o risco enviando as pessoas para casa. Algumas estão em home office, e diretores e gerência continuam no escritório. Com essa estratégia, o dia a dia não mudou muito.

Sentiu alguma dificuldade em especial?

Funcionários de retaguarda estão trabalhando de casa. Alguns relatam dificuldade por conta das crianças, por não ter um local adequado em relação a espaço de trabalho, iluminação e silêncio, por exemplo, sem contar distrações como geladeira, televisão e telefone. Coisas que, no ambiente de trabalho, se tem mais controle.

Como gestor, acredito que tivemos um ganho de produtividade em um primeiro momento. Em um segundo momento, uma perda de produtividade em função da “perda” do capital humano, muitas vezes indisponível naquele momento para tentar resolver alguma questão específica. Ao longo do tempo as pessoas vão perceber que esse capital humano construído pelas empresas vai acabar sendo perdido ou ficando para trás à medida em que as empresas notarem que não terão condições de se aproveitar dele para resolver pequenos problemas ou para somar em novas soluções.

Além disso, tecnicamente falando, softwares que permitem as reuniões virtuais precisam evoluir para diminuir a latência e melhorar a efetividade da comunicação. Percebo que os participantes se perdem em pequenos lapsos ao parar de falar ou ceder a palavra, tornando a reunião quebrada, o que pode comprometer o andamento de assuntos mais delicados, reuniões ligadas ao comercial e até mesmo um brainstorm. Essas questões ao longo do tempo, acredito, devem ser melhoradas. Enfim, a videoconferência não é tão efetiva quanto uma reunião presencial.

Outra questão que notei é que pessoas em frente a computadores se tornam cada vez mais mecânicas e menos espontâneas. Isso parece gerar um pouco de perda à medida em que as pessoas se sentem contidas diante de um computador.

Falando em futuro, o que você espera de toda essa situação?

Não acho que existe o “novo normal”. É certo que vivemos uma transição que acelerou muito a evolução de todo esse sistema de trabalho, mas, pessoalmente, ainda é preciso um modelo mais efetivo de gestão, apesar dos custos de se manter escritórios e tudo o mais.

Por fim, como enxerga o papel de uma empresa como o Office Inn nesse cenário todo?

Especialmente no caso de um escritório de locação, como os do Office Inn, imagino que haja uma demanda maior por uma série de profissionais que hoje não têm locais adequados para trabalhar em casa. Enfim, a Cogecom está trabalhando nos dois modelos, fazendo o possível para atender as demandas de quem precisa ficar em casa por questões de saúde ou receio de ficar doente, e também atendendo a demanda daqueles que não têm um local adequado para trabalhar e continuam usando os serviços do Office Inn para seguir com suas atividades.

"Estamos muito satisfeitos com os diversos serviços que atendem as 19 pessoas de nossa equipe. O grande diferencial que vemos no Office Inn é o atendimento, são pessoas muito profissionais e extremamente atenciosas. Respostas rápidas e sem burocracia fazem com que nós nos preocupemos apenas com o negócio da empresa."

Ronei Pasquetto Gomes
INFORMAÇÃO RÁPIDA

Saiba tudo sobre

Espaços e serviços adaptados as suas necessidades

NÃO FIQUE PARADO, MONTE SEU COMBO
MONTAR MEU COMBO